Memória
Memória
Memória
Depoimento. Em dez capítulos. Origens familiares. Os Garbelotto... ...e os Piccolo.

Organizado, meticuloso, o professor Oscar Garbelotto dividiu seu depoimento em dez capítulos, roteiro precioso para se transformar numa autobiografia, num lindo livro. Os dez capítulos: A infância, Vida familiar, Os primeiros passos escolares, O ginásio, Escotismo, As brincadeiras de rua, Adolescência e juventude, O bairro Fundação, O esporte e A Congregação Mariana. Minha origem Texto: Oscar Garbelotto Nasci em 13 de dezembro de 1932. [Leia mais]

23/07/2024 08:00
Notícias mais recentes |
Memória
28 de julho... ...ou 24 de outubro? Nasce um slogan: Sem a autonomia... ...São Caetano não existiria!

Começa a Semana São Caetano 2024 aqui em Memória, com várias novidades. Uma delas é este logotipo, criação do infografista Agostinho Fratini, do Departamento de Artes do Diário: professor Oscar Garbelotto será o inspirador maior das informações a serem divididas com você, prezado leitor. O são-caetanense Oscar Garbelotto amava sua cidade. Escrevia sobre ela. Guardava e sistematizava documentos. Uma atividade que começa na infância. Prossegue em seus [Leia mais]

22/07/2024 08:00
Memória
Elis em São Bernardo. Ao lado de João Bosco. Eles cantam na Vera Cruz. Na plateia, seis mil trabalhadores. Entre eles, Djalma Bom.

A resposta é dada pelo repórter-fotográfico Fernando Ferreira. Ele cobriu o “Show de Maio” realizado no dia 7 daquele mês, em 1979, em benefício do Fundo de Greve dos Metalúrgicos do Grande ABC. “Memória” tinha a informação de que se apresentaram artistas como Gonzaguinha, Sérgio Ricardo, Dominguinhos, Fagner e Belchior. As fotos do Fernando complementam o ‘cast”. Fernando equilibrou-se num canto do palco improvisado. Lembra de colega [Leia mais]

21/07/2024 08:00
Memória
Theodoro Sampaio. E Santo André da Borda do Campo. Um exercício geográfico. Clássico. De um Grande ABC ainda rural.

A excursão de Theodoro Sampaio à região buscava encontrar vestígios da antiga vila de João Ramalho e dela participou, entre outros, os irmãos José Luiz Flaquer e Alfredo Luiz Flaquer. O artigo foi publicado também em jornais como “O Estado de S. Paulo” sob o título “Restauração Histórica da Vila de Santo André da Borda do Campo”. Escreveu Theodoro Sampaio, com data de 10 de agosto de 1903: Santo André da Borda do Campo, na verdade, nunca [Leia mais]

20/07/2024 08:00
Memória
Julho de 1957. Cheio de bossa... ...o nº 3 desta revista. Ela vem da GM. E hoje é história.

Oto Diringer, o redator; Ortiz Picazo, o ilustrador. Com o redator-chefe, Mauricio Simão, que fazia o marketing de uma marca entre tantas de um produto que se popularizava a partir da fábrica de São Caetano. “A iniciativa da General Motors do Brasil, produzindo refrigeradores internamente coloridos, é uma decorrência da crescente popularidade que vem alcançando nos Estados Unidos esses modelos”, escrevia o editor Simão. Era 1957. Anos depois, [Leia mais]

19/07/2024 08:00
Memória
Isaias Pessotti Escritor, psicólogo. Professor universitário. Prêmio Jabuti em 1994... ...livro do ano e melhor romance.

Há 30 anos, premiado ao lançar o seu primeiro livro de ficção – “Aqueles Cães Malditos de Arquelau” – o são-bernardense Isaias Pessotti foi fotografado por Wilson Magão, do Diário , defronte à capela Santa Filomena, em plena Rua Marechal Deodoro, em São Bernardo. Até então, Isaias Pessotti publicara sete livros científicos. E se preparava para lançar mais um livro acadêmico, “A história da Loucura”. “Aqueles cães...” foi o que lhe deu [Leia mais]

18/07/2024 08:00
Memória
Estação Rio Grande. As festas de 1904. Um costume esquecido. E agora relembrado.

No começo do século XX, o jornal “O Estado de S. Paulo” possuía o mais assíduo dos correspondentes do Município de São Bernardo, hoje Grande ABC, um professor que morava na Estação Rio Grande. Nos dias 2 e 4 de julho de 1904, o correspondente – cujo nome “Memória” está apurando – falou das festas de junho na sua localidade. Foram três despachos expedidos e preservados pelo Estadão Acervo: 1 - As festas de São João nesta localidade [Leia mais]

17/07/2024 08:00
Memória
Itália. São Manuel. São Bernardo. Histórias da roça. Histórias urbanas.

O que Neuza Maria Zanutto de Melo faz é um caderno ilustrado, pelas lembranças de histórias familiares com desenhos de vários autores e dela mesma. Em média, um desenho para cada uma das 46 páginas. Um livro artesanal. O pai, Guerino Benedito Zanutto (1925-2010), filho de Angelo e Maria, que o chamaram de “Guerino de la guerra”. A mãe, Antonia, “valiosa, de valor inestimável, que deixa seus crochês para a família”. A família, os Zanutto, [Leia mais]

16/07/2024 08:00
Memória
Índice da OAB. Advogados andreenses. Da velha guarda. Contando histórias. Fazendo memória.

Escrevia o Dr. Cedenho: “Não é possível admitir o silêncio sobre a poluição da represa”. É um belo artigo, preservado pelo Banco de Dados do Diário . E ao reler aquelas palavras, lembramos de um projeto desenvolvido por esta página Memória no tempo em que o Dr. Cedenho presidia a Ordem andreense. Claro, um projeto de construção da memória, que mereceu editorial de apresentação no jornal da OAB. “A história começa a ser recontada”, foi o [Leia mais]

15/07/2024 08:00
Memória
Memória do Esporte Foram dois anos: 2003 e 2004. E a vida do Ramalhão mudou. Descobrimos Barbieri... ...e o Nelsinho também!

“Eu estava aqui no jornal, fazendo o suplemento com o título do Santo André (que saiu no dia seguinte como complemento da manchete principal do jornal). Bacana pra caramba. A emoção da gente aqui dentro (na Redação)”. Paulo César Nunes, diagramador e artista gráfico. Jornalista e torcedor do EC Santo André, Vladimir Bianchini, da ESPN, 39 anos completados em 5 de julho, pai da Sofia de dois anos, revive em seu livro os acontecimentos da vida do [Leia mais]

14/07/2024 08:00
Memória
Pense. Neli Vieira. Cita Drummond e Bukowski. Identifica o Inismo. Fotografa o tempo que esconde o sol. Passeia em Paranapiacaba. E avança...

O POETA Um dia desses, eu separo um tempinho e ponho em dia todos os choros. Carlos Drummond de Andrade. MAIS POESIA "Eu não tenho tempo para coisas que não têm alma" Charles Bukowski O INISMO Em 3 de janeiro comemoramos os 44 anos da fundação do Inismo {Internazionale Novatrice Infinitesimale). Eu tenho a honra de fazer parte desse movimento de arte de vanguarda, que nasceu em 3 de janeiro de 1980 no Café de [Leia mais]

13/07/2024 08:00
Memória
Ipiranguinha. Bairro urbano. O primeiro de Santo André. A caminho da estação... ...e com tanta história!

Recordações Vanderlei Retondo No Parque Antonio Flaquer, também conhecido como Parque da Ipiranguinha ou simplesmente Jardim Tamoio, defronte ao estádio do Corinthians de Santo André, foi inaugurada uma estátua em homenagem a ele, o rei do futebol, nosso inesquecível e saudoso Pelé. Naquele longínquo 7 de setembro de 1956, num jogo amistoso promovido pela Prefeitura andreense entre o Santos e o time da casa, que tinha como “golkiper” o [Leia mais]

12/07/2024 08:00
Memória
A cidade aos pés. Da capela da Santa Casa. Do Tamanduateí. Que nasce numa gruta... ...e segue em direção ao mar.

“Nos poemas reunidos no volume “Cidade Cativa” (Alpharrabio Edições, 2023), escritos nas últimas duas décadas, Deise não apenas vê, mas sente, pensa e faz pensar acerca dos marcos-referência de sua cidade, Mauá, no chamado Grande ABC”. Dalila Teles Veras, nossa poeta maior. NOTA – A Alpharrabio de Dalila tem produzido obras maravilhosas. Infelizmente, poucas chegam até está página. Daí os nossos agradecimentos em dobro à Deise Assumpção, que [Leia mais]

11/07/2024 08:00
Memória
Reparem nestes nomes. São de alunos brasileiros. Mas que remetem à Itália. Herança de avós e bisavós...

São os alunos da Irmã Jacinta. Alunos e alunas do terceiro ano primário do Colégio São José, de São Bernardo, o chamado Colégio das Irmãs. Estamos na primeira metade da década de 1950. O trabalho feito pelo amigo Fulvio nos faz lembrar outro são-bernardense, de uma geração mais antiga que a nossa, autor de dois livros maravilhosos sobre a história de São Bernardo. Attilio Pessotti, o historiador, diante de uma foto como esta, ia a campo para [Leia mais]

10/07/2024 08:00
Memória
Nove de Julho Data foi mais lembrada. Recorda a Revolução de 32. E ganha uma exposição.

O feriado paulista de 9 de julho é a data máxima da Revolução Constitucionalista de 1932. Marca uma guerra civil, quando São Paulo foi à luta em defesa de uma Constituição Federal – naquele tempo, na primeira fase do regime getulista, o Brasil não possuía sua lei magna. São Paulo, Capital, perpetua o 9 de Julho em monumentos como o mausoléu do Parque do Ibirapuera, e em vias públicas como a Avenida 9 de Julho. São Bernardo, na gestão do [Leia mais]

09/07/2024 08:00
Memória
GRANDE ABC Formação política Setecidades reunidas Um projeto em elaboração No ar, uma hora e 29 minutos

Sexta-feira, 19 de abril de 2024. Naquela sexta-feira, 30 historiadores do Grande ABC, cidade a cidade, mais a direção de Redação do Diário, equipe técnica, Banco de Dados, Administração e Redação, se reuniram no Salão Nobre do jornal. Todo o encontro foi gravado e resultou em nove episódios, que hoje podem ser assistidos nas várias plataformas digitais do Diário do Grande ABC. Nesta finalização, reunimos os nove episódios, na esperança [Leia mais]

08/07/2024 08:00
Memória
Memorialistas reunidos. Em São Caetano. Numa Academia. Avança trabalho conjunto.

Foi o segundo encontro o realizado em 28 de junho na Academia de Letras da Grande São Paulo, no edifício da Fundação Pró-Memória – o encontro anterior foi realizado no Salão Nobre do Diário do Grande ABC. Seis, das sete cidades, reunidas – a ausência foi Diadema. O GAMA – Grupo dos Amigos do Movimento Autonomista – repassou aos presentes detalhes da sua história e formação. Vale relembrar: o movimento autonomista vencedor em São Caetano teve [Leia mais]

07/07/2024 08:00
Memória
Santa Maria Goretti. A santa do dia. Padroeira de Utinga. Obra do bispo Rolim.

O bispo dirige-se à multidão. - Qual será a padroeira da nova paróquia, ou padroeiro? O povo responde: - Nossa Senhora da Paz, Nossa Senhora das Graça, São Judas Tadeu... Ao que o religioso sentencia: - Vamos dar a nova paróquia à padroeira Santa Maria Goretti, protetora das crianças e da juventude. Será a primeira paróquia das Américas a ela dedicada. NASCE UMA PARÓQUIA Em 7 de dezembro de 1952, o ‘Estadão’ [Leia mais]

06/07/2024 08:00
Memória
A nova arquitetura. Gerada nos bancos escolares. Voltada a espaços andreenses. Capuava e Casa Branca. O Parque Central.

“Eu faço yoga no Parque Central”. Professora Rosangela Esta página do Diário viveu momentos diferenciados no último sábado, ao assistir a defesa de monografias idealizadas por alunos da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, uma das unidades de ensino que ocupam o histórico Sítio Tangará, no coração-triângulo do Grande ABC. “Mediateca, um espaço de pesquisa e lazer em Capuava”, por Rebeca de Melo Araújo. “Do concreto ao verde, os [Leia mais]

05/07/2024 08:00
Memória
Testemunho. A Santo André de cada um. Histórias construídas. Lembranças que ficaram. Passagens buscadas na memória...

“Se for sobre a conquista do título brasileiro pelo Santo André eu estava neste dia em Brusque (SC) num encontro Nacional da Brusinox (indústria), e no hotel lotado era o único andreense”. Cláudio Barberini Camargo, em mensagem enviada à Memória a propósito da série sobre a conquista do Ramalhão em 2004, campeão do Brasil. Holando Lacorte escreveu “Memórias de um Andreense” (Editora Soma, 1985); Waldomiro de Sá é autor de “A minha história de [Leia mais]

04/07/2024 08:00
Memória
O futuro do Ramalhão. A SAF pode ser um caminho. Mas o futebol raiz... ...o futebol como o torcedor quer... ...a saída é a formação da base.

O que é SAF? SAF é a sigla de Sociedade Anônima de Futebol, caminho seguido por clubes como Bahia, Botafogo, Cruzeiro, Cuiabá, Red Bull Bragantino e Vasco da Gama, conforme lei aprovada em 2021 no Congresso Nacional e sancionada pelo então presidente Jair Bolsonaro. A lei regulamenta a permissão para que os clubes se tornem empresas. Em busca do amor da cidade Depoimento: Celso Luiz de Almeida O Esporte Clube Santo André, naquele instante [Leia mais]

03/07/2024 08:00
Memória
Exercício do futebol. Os campeões se espalham. Levam suas histórias pelo Brasil. Não esquecem o Ramalhão. “Pessoal, ‘tou’ indo embora, hein!”

Rafael. O mais novo da turma. Nascido em 1985. Está bem, no Serrado. Dedimar, o capitão, o único que jogou as 11 partidas na campanha de 2004 pela Copa do Brasil. Dirige escolinha de futebol em Salvador. Alex, zagueiro. Vive em Santa Catarina. Gabriel. Auxiliar-técnico no Hercílio Luz, líder da Série B do campeonato catarinense. Celinho. Auxiliar-técnico no Flamengo, de Guarulhos. Diego. Permanece em Santo André. Trabalha em [Leia mais]

02/07/2024 08:00
Memória
Eles foram monstros. Vestiram a camisa do Ramalhão. E a camisa da cidade. Conquistaram um título inédito. E hoje, onde estão todos eles?

O DGABC-TV desta semana entrevista dois protagonistas da campanha ramalhinha de 2004, numa conexão internacional: de Santo André a Jaú, de Jaú aos Estados Unidos. “O que aconteceu em 2014 foi uma coisa extraordinária. Remontamos o time várias vezes e o título veio graças a uma base muito forte”, relembrou Celso Luiz. “Fomos campeões da Taça São Paulo de Futebol Junior, campeões da Copa Paulista, fizemos um Campeonato Paulista excelente e [Leia mais]

01/07/2024 08:00
Memória
Jogo 11. Flamengo 0, Santo André 2. Um novo campeão. Ele veio do Grande ABC. E fez história no ‘maior do mundo’.

“Presidente Jairo, que o jogo desta noite seja gravado e se transforme no mais lindo documento da vida do Esporte Clube Santo André – e que a vitória diante do Flamengo seja oferecida aos esportistas de hoje e de todos os tempos da velha Santo André”. Diário, página Memória, 30 de junho de 2004 – e não é que a gente tinha certeza da vitória do Ramalhão!!! E com que emoção essas palavras foram escritas na capa do Diário do Grande ABC da [Leia mais]

30/06/2024 08:00
Memória
Jogo 10. Santo André 2, Flamengo 2. O Ramalhão saiu perdendo. Virou o jogo... E cede empate aos 38 do 2º tempo.

Foram duas manchetes rasgando a capa do Diário em dois dias seguidos: Quarta-feira, 23 de junho de 2004: Ramalhão joga pela vitória. Quinta-feira, 24 de junho de 2004: Ramalhão deixa escapar vitória. A cada dia, uma mensagem de estímulo: Faltam cinco dias, vamos lotar o Parque Antarctica. No dia do jogo, o presidente Jair Livolis declarava não acreditar em manobras contra o seu Santo André: “Todos os cantos do universo receberão as [Leia mais]

29/06/2024 08:00

;